03/12/2009

+ bla bla bla... muita leitura se avizinha

Passadas as ideias de desistir desta nova fase académica... heis a questão... será que terminarei? LOL


Bem... águas passadas não movem moinhos, é assim!? De qualquer forma, se não desisto do curso, então tenho que fazer as cadeiras, certo?!!! por isso... cá vou eu, ou melhor irei, estou indo... começando a preparar... e para isso adquiri um livro que se não for uma "seca" promete ter muito para me ensinar e gerar muitos links por esta www a fora, a fim de aprofundar certos temas...


René Rémond (30 de setembro de 1918 - 14 de Abril de 2007, com 88 anos ) foi um historiador francês e um especialista em economia política. Nasceu em Lons-le-Saunier.
René Rémond publicou diversas obras de história, em especial da Idade Contemporânea.
Foi "secretário geral da Juventude Escolar Católica" em 1943 e desde 1981 "presidente da Fundação Nacional das Ciências Políticas".
René foi agraciado com diversos títulos, destacando-se entre eles o de "Grande Oficial da Legião de Honra".
O seu livro O século XIX
de René Rémond Editora Cultrix, São Paulo, 1990
É
A visão da história do século XIX, compreende o período entre o Tratado de Viena de 1815 até a primeira guerra mundial de 1914, só poderia ser mesmo de um francês, ou eurocêntrica, como ele próprio vai concluir no final do livro, quando define como europeizantes, enfim, todas as visões de mundo deste último século. Mas de modo algum esta visão compromete a lúcida abordagem do emérito professor da Universidade de Nanterre.
A professora Yedda Linhares no seu livro descreve muito bem os feitos desse grande historiador
Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 7, n. 13, 1994

14/04/2007 - 15h29





Morre o historiador francês René Rémond

O historiador e analista político francês René Rémond morreu na madrugada deste sábado em Paris, aos 88 anos de idade, "vítima de uma doença que o vinha acometendo há tempos", anunciou a família.

Rémond, um dos grandes nomes da História contemporânea, é autor de mais de 30 livros de história política, intelectual e religiosa da França nos séculos 19 e 20.

Sua obra mais célebre, "A direita na França de 1815 a nossos dias", reeditada várias vezes, é referência para historiadores e políticos. René Rémond divide a direita francesa em três categorias: a orleanista, a legitimista e a bonapartista.

Também é o autor do livro "Anticlericalismo na França de 1815 a nossos dias" (1976), de "A história da França religiosa" e de "Introdução à história de nosso tempo" (1974).
Testemunha do século 20, nascido em 1918, foi presidente da Fundação nacional de Ciências Oolíticas de 1981 a janeiro de 2007, tendo sido eleito à Academia francesa no dia 18 de junho de 1998 na vaga do historiador François Furet. Rémond morreu no hospital Cochin em Paris.

O presidente Jacques Chirac exprimiu sábado sua "profunda emoção" e sua "grande tristeza", saudando "um grande historiador e um grande pensador, mas principalmente um homem verdadeiramente honesto, um herdeiro das
Luzes"

Sem comentários: