23/10/2009

Surrogates

Mais um filme, mais uma história, mais uma ficção... e muita imaginação!

Para quê mostrar a nossa faceta mais triste, mais deprimida!?
Para quê mostrar as pernas cansadas, flácidas e torcidas!?
Mostrar as barbas brancas, os cabelos brancos ou até mesmo a careca!?
As rugas, as dificuldades, as emoções... ou seja o nosso lado humano!?


Se afinal podemos simplesmente viver através de uma máquina, que pode ser linda, sexy, activa, inteligente, sem emoções ou sentimentos, logo sem grandes perdas, sofrimentos ou lamechices ... heis a solução: SURROGATES! Um robot que se liga a ti, fazendo tudo por ti... ou pelo menos algumas coisas...

Fica a sugestão!
Um filme que nos faz pensar sobre os avanços da tecnologias e o perigo de certos anseios que possamos ter!

De resto é um filme banal, sem grandes efeitos ou cenas que te prendam a atenção...

Quase no fim interiorizei também que me desliguei...

1 comentário:

BroTTas disse...

grande sorna tu bateste a ver este filme