02/04/2009

E POR FALAR EM PORTUGUÊS, PORTUGAL...portuguesas...

...bandas portuguesas....

Que mais português haverá para além do Fado...o Vinho é claro...

Então desde ontem que se celebra, em Aveiras de Cima, a Festa Ávinho...e como não podia deixar de ser actuam, este Sábado, um misto de bom português com fadinho...os DEOLINDA...



Deolinda e Rouxinol Faducho no Ávinho

Durante três dias, não faltará diversão na freguesia de Aveiras de Cima, com a realização da Ávinho, a festa do vinho mais castiça do País.

Concertos, animação de rua, visitas às adegas, muitos petiscos, pão e febras, concurso vinícola e desfile: são muitas as razões para visitar a Ávinho onde, por apenas 2 euros, pega-se na caneca e, zumba, bebe-se à discrição… mas sem pegar no carro. Este ano, os cabeças-de-cartaz são o Rouxinol Faduncho e os Deolinda.

A animação está garantida nos dias 3, 4 e 5 de Abril, na freguesia ribatejana de Aveiras de Cima, no concelho de Azambuja. A Ávinho – Festa do Vinho e das Adegas, organizada pela Câmara Municipal de Azambuja, é o destino ideal para quem busca o melhor da tradição. O evento com o apoio da Junta de Freguesia de Aveiras de Cima.

À chegada, a troco de apenas 2 euros, leva-se uma caneca de barro, alusiva à festa, que servirá para o visitante provar, sem gastar mais um cêntimo, o vinho das cerca de 15 adegas privadas. As portas estarão abertas para se saborear o néctar dos deuses e ficar a saber tudo sobre o vinho.

Para acompanhar a prova, lá estão as barraquinhas de apetitosos petiscos pelo meio do percurso. As canções humorísticas do Rouxinol Faduncho e os sons de fusão dos Deolinda vão ecoar pela vila, a partir do Palco da República, nos dias 3 e 4, às 22 horas. E há mais música, com percussão, jazz, filarmónica, fado e cavaquinhos. Mas também haverá desfile etnográfico, “O Ciclo do Vinho” (dia 4, a partir das 15h) e, na mesma tarde, teatro de rua, pelos “Gazua”.

Aveiras de Cima é uma freguesia com forte tradição vitivinícola, pelo que toda a população se envolve nesta festa anual. As ruas estão sempre animadas, os moradores enfeitam as fachadas das suas casas com motivos alusivos ao vinho – alvo de concurso, um dos poucos concursos de vinhos do produtor que ainda resistem e que já vai na sua 27ª edição, sempre controlado por provadores oficiais do IVV. No largo principal, é montado um palco para espectáculos nocturnos.

Todos os anos, a quantia que resulta da venda das canecas reverte a favor de uma instituição de cariz socio-cultural da freguesia. Nesta edição de 2009, servirá para ajudar a Casa do Povo de Aveiras de Cima.

Sem comentários: